| |
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 298 { professores: 0 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 4 }

Comentários
Afinação da Interioridade

Documentário, Experimental | De Roberto Berliner | 2001 | 1 min | RJ

14 Comentários
Por Sandra Rejane Lima - Usuário | 28/01/2010

é um homem pós-moderno...
Por Lúcia de Fátima Miranda Sipahi - Usuário | 28/01/2010

A afinação da interioridade, do nosso ex-ministro da cultura, parece oca.
Por Alexandra Periard Rodrigues - Usuário | 28/01/2010

É difícil falar, definir o que se ama. Vamos daruma colher de chá ao Gil, que no fim do 2°tempo conseguiu definir bem a música: "a afinação da interioridade". Perfeito!
Por Neide Rejane de Menezes Cantar - Usuário | 28/01/2010

Tá! Gilberto Gil não é um modelo em oratória, no entanto, ELE É PURA EXCELÊNCIA EM LETRA E MÚSICA. O fato de ele ter uma dialética cheia de hifens não tem a menor importância.
Por Márcio Paulo Cenci - Professor | 28/01/2010

"Do que não se pode falar, deve-se calar", concluía Wittgenstein em seu Tractatus Logico-Philosophicus. Parece-me que o curta serve para pensarmos os limites da linguagem (e que limites).
Por Wellington Gabriel Freitas - Usuário | 28/01/2010

frases, pensamentos, delírios, política de Gil que nada! Esse próprio curta é que é a verdadeira afinação da interioridade! *parabéns pelo desafio conquistado!!!
Por Lucila Casseb Pessoti - Usuário | 28/01/2010

Quanta eloqüência!
Por Gabriel Menezes M Bastos - Usuário | 28/01/2010

Bem, eu.. é... Ah, quer dizer... humm.. é..
Por Lucas Candido Brandao - Usuário | 28/01/2010

Breve e divertidíssimo, simples e magnífico... Se tivesse tido uma ideia assim... hehehe abraços
Por Daniel Correia - Usuário | 28/01/2010

Não adianta falar bonito como a Marisa dos Santos, o "excelentíssimo" Ministro da Cultura tem feito um trabalho tão bom que a cultura está em greve, não há investimentos, nem compromisso, somente para aqueles que tem nome, como Fernanda Montenegro; quem está começando que arda no fogo do inferno. No RJ, o MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES por exemplo esta fechado há seculos, assim com o PAÇO IMPERIAL, talvez percamos uma das exposições mais importantes do ano, a retrospectiva de Henry Moore(Paço); o projeto Pixinguinha foi cancelado e 92% do orçamento de 2005 já foi empenhado, ou seja, esperemos tempos nebulosos. Falar bonito não adianta, dona Marisa do Santos, é preciso competência e esse curta retrata a boçalidade. Não estou analisando a obra musical do Gil, pois esta não está em discussão, mas sim sua atuação como ministro e sua "grande articulação intelectual". Curta muito bom! Boa Roberto!

Páginas: 1 2