| |
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 157 { professores: 0 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 1 }

Comentários
9 Comentários
Por Valdete Lima - Usuário | 29/06/2012

Que bom! É um bom exemplo de inveja e, que às vezes, ajuda a melhorar a vida da gente. Quem sabe em Portugal, a família se dá bem e o que comprou o bar ou se dá bem ou se dá mal pela inveja demonstrada. Boas tomadas. Sou suburbana e adorei ver o subúrbio retratado. Parabéns!
Por Alexandre Nuñez Tardin - Usuário | 28/06/2012

Gostei da parte que o portuga está desanimado e recebe a visita de seu pai. Acredito em vida após a morte, e esse tipo de ajuda realmente pode acontecer. Lamentável é que depois, pintou sujeira na área e o grande negócio terminou melancolicamente. Bom filme, com um típico barzinho do subúrbio do RJ. Desce a gelada, seu Manoel!!!
Por andre aloisio - Usuário | 28/01/2010

bom curta bem carioca e brasileiro.d+++++++++++
Por Aldo Wagner Fernandes - Usuário | 28/01/2010

Cultura só faz bem, agradeça ao Manoel por sua apresentação neste curta. Mas o mais importante é Ele mesmo diz, aproveita enquanto ele esta vivo e façam um amplo documentario em dvd´s, gravem todas as musicas originais que ele tem em vinil (sem mixar, original mesmo) que nós, os admiradores e apaixonados pela boa musica, compraremos tantos dvd´s que forem nescessarios para gravar esta coleção juntamente, claro com os comentarios do Sr. Manoel (grande figura). Atenciosamente: Aldo Wagner Fernandes
Por Francisco Nogueira - Usuário | 28/01/2010

Muito bom!!!
Por Jose Josileide Siqueira Dodou - Usuário | 28/01/2010

Excelente este curta. Abrange as várias formas de comportamento e personalidade. Um verdadeiro ensinamento do cotidiano.
Por Paulo Cabral - Usuário | 28/01/2010

Sou brasileiro e carioca e moro em Portugal. Realmente ver a história de um português no Rio de Janeiro é simplesmente fenomenal. O filme está um pouco distante do jeito português de ser, mas é muito giro!!!!
Por Luci Amaral Giroto - Usuário | 28/01/2010

Gostei! Um elemento torto na fauna familiar e zás! Por ele define-se a estória de todos, por outra forma... Agora vou encaminhar aos amigos por e-mail, tiau! Até outra hora.
Por Sérgio Manuel Duarte Silva - Usuário | 28/01/2010

É uma forma bem humorada e muito realista do brasileiro ver Seu Manoel, ou Seu Joaquim, normalmente dono de padaria ou botequim. Parabéns.